til


~
O colectivo til é formado por pessoas de diferentes disciplinas, que se juntaram com um interesse comum nos materiais e processos de produção, assim como na intervenção cívica e social pelo questionamento e valorização dos lugares.

 

Áreas de intervenção:

Instalações temporárias nas áreas da arquitectura, design, artes e construção natural. 

Oficinas de criação sustentável

Projectos de acção cívica e colaborativa

Investigação sobre materiais e espaço público

 

Linhas orientadoras:

Multidisciplinaridade e colaboração: a experiência ensina-nos que trabalhar o nosso presente requer a contribuição de várias formas e modos de aplicação do conhecimento, por isso acreditamos no diálogo entre várias disciplinas e na importância de uma prática experimental de criação. O elemento de base para este principio de acção é a noção de que qualquer projecto existe apenas enquanto um esforço  colaborativo alargado entre todos os agentes envolvidos. Como tal, o ponto de partida para os nossos projectos são o diálogo e o confronto com perspectivas distintas sobre o espaço e os bens comuns.

Materialidade responsável e sustentável: dados os desafios ambientes, políticos e sociais colocados pelos nossos modos de vida actuais, partimos do pressuposto que qualquer material tem uma vida física, económica, política e social que precisamos saber escutar. Isto não passa por uma aplicação de materiais ditos sustentáveis em si, mas antes pela investigação da vida destes e seus potenciais re-usos, bem como pela compreensão de como essas vidas materiais fazem parte de comunidades locais. Neste sentido, com cada projecto, procuramos organizar processos de construção que permitam, por um lado, a sustentabilidade e, por outro, o uso responsável e colectivo dos recursos.

Aprender fazendo: acreditamos na importância de processos criativos debatidos e experimentados, que não receiam produzir através de erros e desvios e, acima de tudo, que precisam de ser vividos e concretos. Esta atitude é algo que trazemos tanto para os nossos projectos espaciais, como para os nossos projectos sócio-culturais. Aprender fazendo é a ferramenta fundamental de uma pedagogia que acreditamos poder fomentar a criatividade e autonomia, bem como a aprendizagem social da colaboração e do diálogo.
 
Processos democráticos e autonomia: com cada novo projecto procuramos promover liberdade de uso e pensamento, fruição criadora do espaço e autonomia. Os nossos projectos são em primeiro lugar  auscultações e discussões acerca de um sítio, suas vidas e possibilidades. Ao intervir num lugar procuramos faze-lo no sentido de abrir e aumentar essas possibilidades, criando processos e resultados abertos à experiência e apropriação, que possam ser habitados de formas imprevisíveis.
 

 ~ 2019 | info@otil.pt

Scroll Up